sexta-feira, 29 de julho de 2011

Preparados

Deu na imprensa

Estrelão faz primeiro sobrevôo no
Acre apenas com tripulação acriana


Pela primeira vez, desde que foi adquirido pela Secretaria de Segurança Pública do Acre, para reforçar o policiamento, o helicóptero João Donado, [mais conhecido por Estrelão], fez na manhã desta sexta-feira (29), seu primeiro sobrevôo, composto apenas por tripulantes acrianos.

Com a formação e especialização do Major Negreiros, pelo Grupo Tático Aéreo do Maranhão, agora ele é o piloto oficial da aeronave e  a  guarnição do  Centro Integrado de Operações Aéreas está completa, sendo composta ainda pelos Co-piloto Ten Samir, e  tripulantes SGT Vildembergue e SGT Santana.
O vôo como de rotina, aconteceu sobre a cidade, mais precisamente em alguns pontos como o centro comercial, Estádio Arena da Floresta e bairros afastados da cidade. fazendo assim sua principal missão que é a de apoiar outras guarnições em terra.

Menos violência

Número de homicídios no Acre
reduziu em 34% no primeiro semestre

Tatiana Campos   
28-Jul-2011  
Índices foram apresentados ao governador Tião Viana durante avaliação trimestral da Segurança.



 O número de homicídios no Acre reduziu 34% no primeiro semestre, em relação ao mesmo período do ano passado. O índice foi divulgado durante a reunião do Comitê de Governança para avaliar o plano de metas do Governo na área de segurança (Foto: Sérgio Vale/Secom).
O número de homicídios no Acre caiu 34% no primeiro semestre, em relação ao mesmo período do ano passado. O índice foi divulgado durante a reunião do Comitê de Governança para avaliar o plano de metas do governo na área de segurança. A meta estipulada para os primeiros seis meses era redução de 7%. A avaliação geral é bastante positiva, com redução nos principais índices verificados.
Na reunião foram discutidas também as dificuldades que implicam o desenvolvimento do trabalho em algumas áreas. Um dos fatores que auxiliaram nos resultados, por outro lado, foi o trabalho integrado entre as polícias Civil e Militar e os demais órgãos de segurança.
 “Estou orgulhoso dos dados apresentados e tenho certeza de que vamos melhorar ainda mais esses números. Agora o foco é diminuir o índice de violência no trânsito e o de armas. Estou muito feliz porque a população está nos ajudando a diminuir essa situação. A segurança é um sistema prioritário para o governo e com certeza haverá uma resposta para as dificuldades que foram apontadas”, disse o governador Tião Viana.
 O número de homicídios é um indicador universal, usado para mensurar a violência e a criminalidade em todo o mundo. São Paulo fechou o semestre com redução de 12%, num comparativo informado pela Secretaria de Segurança do Acre.
“Esses números são resultados do esforço de todos, de cada policial, cada coordenador de regional, cada chefe de batalhão. É um esforço de todos os funcionários da área de segurança. Algo que me orgulha muito nesta reunião é ver que os crimes de pedofilia foram fortemente combatidos, e isso se reflete no trabalho de combate intensivo que foi feito”, comentou o governador.
Segundo o secretário de Segurança, Renir Graebner, 19% dos crimes cometidos no Acre são praticados na zona rural, por isso a necessidade e a importância de carros traçados e barcos. “Estamos buscando recursos para investir nesses equipamentos. Sabemos que são necessários um veículo traçado e uma voadeira, para que a polícia possa chegar a locais de difícil acesso. Isso faz parte da realidade acreana”, justificou.
Em relação à dificuldade no quadro de pessoal nas polícias, em parte causada pela aposentadoria de muitos servidores, o governador ressaltou que em breve vai anunciar novo concurso para a PM, que já convocou mais 143 aprovados em concurso e liberou 200 vagas para a Polícia Civil.

terça-feira, 26 de julho de 2011

Portaria da SESP restringe armas na Expoacre

GOVERNO DO ESTADO DO ACRE
SECRETARIA DE SEGURANÇA PÚBLICA

 Portaria nº 508 de 25 de julho de 2011

 Secretário de Estado de Segurança   Pública em exercício, no uso de suas atribuições legais etc.
Considerando a realização do evento EXPOACRE 2011, de 23 a 31 de julho, no Parque de Exposições Marechal Castelo Branco; Considerando que o caráter esporádico e as peculiaridades do evento exigem planejamento da segurança pública sob os mais diversos aspectos, com vistas, principalmente, à prevenção de ilícitos;

Considerando que a referida exposição recebe todos os anos, um elevado número de pessoas;  Considerando que existem muitos servidores públicos estaduais e federais  do sistema de segurança pública que, ao visitarem o evento em  questão, optam por fazer uso do direito de portar arma de fogo como  instrumento de resguardo de sua integridade física e de terceiros;

Considerando a necessidade de evitar incidentes relacionados ao uso indevido,  dequado ou desproporcional de arma de fogo, bem como  de assegurar a responsabilização daqueles que, eventualmente, deremcausa a episódios dessa natureza;

Considerando que é dever dos órgãos de Segurança Pública zelarem pelo fiel cumprimento do disposto na Lei Federal nº 10.826/2003,

RESOLVE:

DISCIPLINAR o ingresso de servidores ligados à segurança pública estadual e federal, no Parque de Exposições Marechal Castelo Branco, durante a realização do evento, portando arma de fogo.

Art. 1.º É permitida a entrada e permanência, no Parque de Exposições Castelo Branco, durante a realização do evento EXPOACRE 2011, de servidores públicos, estaduais ou federais, do sistema de segurança pública, portando arma de fogo, desde que se identifiquem, informando a instituição a que estejam vinculados, o calibre, a espécie e o número de série da arma que estejam portando.

Parágrafo único. As informações de que trata o caput deverão ser comprovadas, no ato, pelo portador da arma mediante a apresentação de sua cédula de identificação funcional e do documento de registro da arma.

Art. 3.º Em cada local de acesso ao Parque de Exposições haverá um Policial Militar encarregado de conferir as informações e a documentação apresentada na forma do artigo anterior.

Art. 4.º O descumprimento do disposto nesta Portaria implicará na proibição de ingresso do servidor no local do evento portando arma de fogo, sem prejuízo das demais providências legais cabíveis.
Art. 5.º Esta Portaria entra em vigor na data de sua expedição, com efeitos até o término do evento EXPOACRE 2011.

PUBLIQUE-SE. REGISTRE-SE. CUMPRA-SE.

 Dê-se ciência ao Secretário de Estado da Polícia Civil; ao Comandante da Polícia Militar; ao Diretor Presidente do Instituto de Administração Penitenciária – IAPEN; ao Superintendente da Polícia Federal no Acre; ao Procurador-Geral de Justiça; e ao Presidente do Tribunal de Justiça.
ERMÍCIO SENA DE OLIVEIRA
Secretário de Estado de Segurança Pública, em exercício

sexta-feira, 22 de julho de 2011

O PEFRON E O ACRE

Secretário defendendo PEFRON e os
 recursos para sua implantação no Acre

Escrito por Nonato de Souza
Ascom/SESP
Em 22/07/2011

O secretário de Segurança Pública do Acre, Ildor Reni Graebner viajou À Brasília no final da tarde de quinta feira 21. Foi defender o projeto PEFRON do Estado. São R$ 79 milhões até 2014. Para este ano, em sua fase de estruturação, o projeto acreano prevê a cifra de R$ 20 milhões.
Os outros estados contemplados pelo projeto são: Amapá, Amazonas, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pará, Paraná, Rio Grande do Sul, Rondônia, Roraima e Santa Catarina.

No projeto do Acre estão contemplados aquisição de viaturas, motos e barcos, telecomunicação, câmaras de vídeo monitoramento, coletes e outros equipamentos de proteção individual, armas e munições,  armas não letais, equipamentos de informática e tudo mais necessário ao desempenho da missão. Nesta sexta feira é a data limite para os estados contemplados apresentem seus projetos.  
Graebner disse que o Pefron é  uma iniciativa do Pronasci (Programa Nacional de Segurança Pública), desenvolvido pela Senasp (Secretaria Nacional de Segurança Pública). “Objetiva basicamente, combater crimes característicos das fronteiras, como o contrabando de armas e munições, narcotráfico, tráfico de pessoas, crimes ambientais e o roubo de cargas e veículos”. 

O PROJETO - Segundo o Departamento de Projetos da Secretaria Nacional de Segurança Pública – SENASP, o Policiamento Especializado na Fronteira (PEFRON) fomentará os Estados, a criar grupos para atuar de forma preventiva e repressiva nas regiões de fronteira e divisas, dentro de suas atribuições, no controle aos crimes típicos da região, realizando a promoção da cooperação intergovernamental e interinstitucional em segurança pública, nas áreas de planejamento, atividades de formação, atuação tático-operacional e intercâmbio de dados.
Informações e conhecimento, por meio de ações preventivas e itinerantes, além de ações de Polícia Judiciária, com suporte da Perícia Criminal, sendo tais ações integradas com os órgãos federais, propiciando a resolução de casos em curto espaço de tempo e com resultados satisfatórios.


O PROBLEMA - As fronteiras do Brasil com os outros países da América Latina constituem vias de entrada e saída de bens que afetam profundamente a situação nacional da segurança pública.

Citando o Brasil como exemplo, são roubados ou furtados por ano aproximadamente 400.000 veículos e 15.000 cargas e grande parte destes veículos e cargas são levados para fora do país passando pelas fronteiras. Anualmente, ocorrem 125.000 apreensões de entorpecentes e 80.000 apreensões de armas de fogo e grande parte dos entorpecentes e armas de fogo apreendidas, entram no Brasil por meio das fronteiras. Por fim, salientar que aproximadamente 33.000 pessoas desaparecem anualmente no Brasil e grande parte delas é levada para fora do Brasil por meio destas fronteiras.
O ACRE - É dos 11 estados da federação a ser beneficiando com o Projeto PEFRON.  Encontra-se situado no extremo sudoeste da Amazônia brasileira, sua superfície territorial é de 164.221,4 km2, correspondente a 4% da área amazônica brasileira e a 1,9% do território nacional.
Com uma extensão territorial de 445 km no sentido norte-sul e 809 nos extremos leste-oeste, fazem fronteira, internacionalmente com o Peru e a Bolívia e, nacionalmente com os Estados do Amazonas e de Rondônia.


O Estado possui uma extensa fronteira com a Bolívia (618 km) e com o Peru (1.350 km). Esses países juntos são responsáveis por mais de 10% do cultivo de coca do mundo, com mais de 90.000 há, plantados, sendo assim considerados um dos maiores produtores de cocaína do mundo.

Seus acessos considerados  de maior vulnerabilidade para ação a dos narcotraficantes são: 

1 Com a Bolívia
Ø  Acrelândia/Bolívia,
Ø  Assis Brasil/Bolívia,
Ø  Brasiléia/Bolívia,
Ø  Epitácio/Bolívia,
Ø  Xapuri/Bolívia
Ø  Capixaba/Bolívia, Plácido de Castro/Bolívia,

Fronteira com a Bolívia
o   Abigeato
o   Contrabando de armas e munições
o   Exploração mineral e madeira
o   Refúgio de criminosos
o   Narcotráfico - pasta base
o   Roubo de cargas e veículos
o   Trafico de seres humanos - rota chinesa
o   Imigração boliviana para São Paulo
o   Prostituição, com exploração sexual infanto-juvenil bi nacionalmente

2 - Com o Peru
Ø  Sena Madureira/Peru
Ø  Assis Brasil/Peru
Ø  Manuel Urbano/Peru
Ø  Santa Rosa do Purus/Peru
Ø  Feijó/Peru
Ø  ordão/Peru
Ø  Marechal Thaumaturgo/Peru
Ø  Porto Walter/Peru
Ø  Cruzeiro do Sul/Peru
Ø  Rodrigues Alves/Peru
Ø  Mâncio Lima/Peru.

Fronteira com o Peru
o   Roubo e Exploração de madeira brasileira
o   Refúgio de criminosos
o   Narcotráfico - complexo produtivo
o   Imigração clandestina
o   Pistolagem
o   Tráfico armas (terrorismo)

Perfil e dinâmica da criminalidade no Acre
O perfil da criminalidade no Acre vem se alterando, registram-se assaltos coordenados em bancos e estabelecimentos comerciais de grande porte, roubo de carros, com utilização de armas de fogo, sobretudo nos municípios fronteiriços e na capital Rio Branco.
A constituição de novas rotas de tráfico, destacando-se os municípios de fronteira com paisagem composta basicamente por floresta fechada, inúmeras bacias hidrográficas e difícil acesso terrestre por rodovias.Registram-se aproximadamente 400 famílias de produtores rurais assentados irregularmente em território boliviano. A população carcerária acreana é a 1ª maior do país (505,4 reeducandos / 100.000 hab.); 68,94 % da população carcerária estão na faixa etária entre 18 e 29 anos; 36,77% da população carcerária do Estado foi conduzida por tráfico de entorpecentes;

SITUAÇÃO ATUAL - No ano de 2011, as ações estratégicas estão voltadas para o enfrentamento dos crimes de fronteira, que impactam diretamente na dinâmica e no perfil da violência. Os estudos criminais sobre homicídios indicam que os mesmos estão cada vez mais diretamente relacionados a pulverização do consumo e comercialização de drogas e a arma de fogo está sendo a mais utilizada.

Os esforços das polícias tem se refletido na redução dos homicídios em todo o estado. O quadro abaixo apresenta uma comparação do 1º quadrimestre do ano de 2011 em relação ao mesmo período do ano de 2010.

quinta-feira, 21 de julho de 2011

CUMPRIMENTO DE AGENDA

Secretário de Segurança de Rondônia retorna

com boa impressão  da segurança do Acre
 
Escrito por Nonato de Souza
Ascom/SESP
Em 21/07/2011





O secretário de Segurança, Defesa e Cidadania de Rondônia (SESDEC) Delegado Federal Marcelo Nascimento Bessa 38, retornou para Porto Velho as 16:00hs desta quarta, 21.
Ele estava no Acre em visita oficial, acompanhado do diretor de Polícia Civil Claudionor Soares Muniz, do diretor Adjunto de Inteligência major Hilton José de Santana Pinto e do diretor do Departamento de Inteligência da Polícia Civil, Osmar Casa.
Veio estreitar os laços de cooperação técnica, cientifica e operacional entre os dois estados, na área se Segurança Pública. Trouxe experiências inovadoras implantas em sua gestão que mudou Rondônia do 5º para 12º no ranking dos Estados mais violentos do País.
No Acre, o secretário Marcelo Bessa e comitiva conheceram as diretrizes do Sistema Integrado de Segurança Pública (SISP) e a divisão da capital e do interior em regionais de segurança pública. O Plano de Metas, uma ação estratégica implantada pelo Governo do Estado através da SESP, conseguindo baixar os indicadores de violência em 34% nos seis primeiros meses deste ano em relação ao mesmo período do ano passado.
Assistiram apresentação da Ferramenta de Sistema Integrado de Gestão Operacional (SIGO) e o sistema de monitoramente da cidade por câmara de Vídeos a partir do Centro Integrado de Operações Policiais (CIOSP), novidades que pretende implantar na segurança pública de Rondônia ainda este ano.
Hoje pela manhã, fechou sua agenda de visitas ao Centro de Estudo e Pesquisa em Segurança Pública (CIEPS) e pode assistir “in loco” a uma aula de curso a distância através do Tele centro. 
No final da manhã, visitou a Secretária de Polícia Civil. Foi recebido pelo secretário interino, delegado Carlos Flávio Portela Richard e pelo chefe do Departamento de Polícia da Capital e Interior, delegado Wanderlei Thomaz Sherrer. 
Conheceu a estrutura organizacional, administrativa e operacional da Polícia Civil, o Departamento de Polícia Técnica-Cietífico, os institutos Medico Legal, Criminalística, Identificação e Análise Forense. As Instalações físicas e parte dos equipamentos do nosso futuro laboratório de DNA.
Marcelo e equipe se mostraram surpreso com os avanços tecnológicos e estruturais da Polícia Civil do Acre.  
Assinatura de Termo de Cooperação

Marcelo Bessa e Reni Graebner assinam termo de cooperação entre os dois estados na área de segurança pública
  Durante visita ao CIEPS, os secretários do Acre e Rondônia assinaram os termos de um Acordo de Cooperação firmados entre os dois estados, firmando o compromisso para o desenvolvimento integrado de ações policiais preventivas e repressivas, com atuações ostensivas, preventivas e investigativas nas atividades policiais da Polícia Civil e Militar, Nos Socorros de Urgência no combate a Incêndio, dos Bombeiros Militar e da Pericia Oficial.
O termo prevê ainda troca de informações, vagas em cursos de formação e/ou especialização na área de segurança pública. Trabalho operacional conjunto na área de inteligência, uso de viaturas, telecomunicações, equipamentos e pessoal e tudo mais que possa contribuir para o sucesso das ações policiais em nome da segurança coletiva.

quarta-feira, 20 de julho de 2011

visita oficial

Secretario de Segurança Publica

 de Rondônia faz visita oficial ao Acre 

Escrito por Nonato de Souza
Ascom/SESP
Em 20/07/2011






O Secretario de Segurança, Defesa e Cidadania (SESDEC), Marcelo Nascimento Bessa, está no Acre em visita oficial. Veio acompanhado do diretor de Polícia Civil Claudionor Muniz, do diretor Adjunto de Inteligência major Hilton e do direto  do Departamento  de Inteligência  da Polícia Civil, Osmar Casa.
Á tarde esteve reunido com o secretário de Segurança Pública do Acre, Reni Graebner. Assistiu apresentado da ferramenta do Sistema Integrado de Gestão Operacional – SIGO. Uma novidade que também está nos planos de ampliação do sistema operacional de segurança pública de Rondônia. 
 
Visitou as instalações do Centro Integrado de Operações em Segurança Pública – CIOSP -, e nosso serviço de monitoramento  da zona central de Rio Branco através das Câmaras de vídeo.
Visitou a diretoria de Inteligência da Secretaria de Segurança Pública e  o equipamento Guardião WEW,  equipamento  indispensável  a segurança pública, instalado em todos os estados da federação.

Amanha o secretário Marcelo Bessa e equipe visitará a Secretaria de Polícia Civil. Vai conhecer o sistema de Identificação Digital e Criminal do Acre (IDNET).
De acordo com Bessa sua visita ao Acre é também uma cortesia ao amigo Reni Graebner (ele também é delegado federal) e avaliar que  parceria podem atender os dois estados durante a implantação do Policiamento Especializado em Fronteira – PEFRON.
A comitiva rondoniense  trouxe para o Acre equipamentos não letais como pistolas TESER, doadas pelo Ministério da Justiça aos estados onde será implantado o PEFRON.
O secretário Reni Graebner disse que a vista dos Rondonienses serve entre outros objetivos para estreitar as relações institucionais entre os dois estados. Fazer troca de experiências e informações. “Temos muitas  situações em comum, como o fato se sermos estados de fronteira que fazem fronteira  com países estrangeiros”.

Mais um fórum instalado

Em Sena Madureira, governo implanta o 4º

 Fórum  de Segurança Pública no Interior

O Governo do Estado, através da Secretaria de Segurança Pública (SESP) instalou, nesta terça feira, 19, o Fórum Comunitário de Segurança Pública do Município de Sena Madureira. O evento aconteceu às 10:00h no auditório da Escola Estadual de Ensino Médio Dom Julio Mattioli. 
Entre as autoridades presentes, o Secretário Adjunto de Segurança Pública e coordenador dos  Fóruns comunitários, Ermício Sena, o prefeito Nilson Areal, delegados de Polícia Civil Antonio  Alceste e Enrique Ferreira, Cel. PM Mário Cesar, Bombeiro Militar Ten-BM Antonio Marcos Nascimento Dantas.
Representando o DETRAN, Major-PM Teles, o diretor presidente do Instituto de Administração  Penitenciária (IAPEN) Dirceu Augusto de Souza, diretor do Centro Sócio Educativo Dimas Sandra, Comandante da PM em Sena Madureira Ten-PM Marilena, o presidente da Câmara de Vereadores Dinho Nascimento e os vereadores José Raimundo Souza da Silva, Raimundo Nascimento, Sebastião Gomes e Jossandro Cavalcante, representando a comunidade, Francisco Ferreira. Na platéia,estudantes, comerciantes, trabalhadores e autoridades das igrejas de todos os credos. 
O Fórum Comunitário – explica o coordenador Ermício Sena – “é uma das 34 ações inseridas no Plano de Metas, como estratégia oe Governo do Estado para reduzir os indicadores de violência e criminalidade”. 
Fóruns semelhantes já foram criados nas cinco regionais de Segurança Pública da capital. No interior, já foram implantados fóruns em Xapuri, Bujari, Porto Acre e agora em Sena Madureira. A previsão é que todos os demais municípios sejam beneficiados até o final do mês de agosto. 
De acordo com o coordenador “o fórum é um canal de diálogo permanente entre governo e sociedade. Uma ação plena de democracia, onde cada cidadão opina sobre as políticas públicas que melhor se adapte a sua cidade, bairro ou região”. 
Durante a implantação do Fórum - encerrado as 14:00h, muito se debateu sobre as  peculiaridade de cada setor da sociedade, entre eles o alto índice de jovens em conflito com a Lei e o aumento considerável de tráfico de drogas. Ao final o professor e ex-vereador Ermano Filho e a sócio educadora Maseia Maria dos Reis foram eleitos coordenador e vice coordenadora respectivamente. 
Caberá à coordenação do Fórum a convocação do mesmo para dar continuidade ao debate  iniciado na sua implantação. O tema da segurança será debatido com a sociedade durante suas  reuniões e, posteriormente, na reunião operacional com o Delegado e o Comandante da PM do município e na reunião de Governança com a presença do Governador Tião Viana, prevista para acontecer antes do final deste mês, onde as demandas de cada fórum serão analisada.
Secretário da Segurança Pública de Rondônia chega hoje ao Acre

Nonato de Souza
Ascom/SESP
Em19/07/2011

  
O secretário de Segurança, Defesa e Cidadania de Rondônia Marcelo Nascimento Bessa (foto), chega nesta quarta-feira 20, a Rio Branco  para uma visita oficial. Vem acompanhando do diretor de Polícia Civil Claudionor Silva, do diretor Adjunto de Inteligência major Wilton e do seu substituto de inteligência Osmar Casas. 
Bessa deve desembarcar em Rio Branco às 12:50. Vem promover  troca de experiência,  conhecer a ferramenta  do Sistema  Integrado  de Gestões Operacionais (SIGO) a estrutura de cada órgão integrante do Sistema Integrado de segurança Pública SISP, e o  Centro  Integrado de Formação Estudos e Pesquisa em Segurança Pública o CIEPS.
Bessa e comitiva devem visitar a secretária de polícia civil, bombeiros e Polícia Militar. Os respectivos diretores de inteligência (Acre/Rondônia) devem fazer valiosa troca e informações, especialmente na área relacionada  ao policiamento das  fronteiras  nos dois estados.

segunda-feira, 18 de julho de 2011

MP encerra concurso entre estudantes  

para combater drogas em Sena Madureira

Nonato de Souza
ASCOM/SESP
Em 18/07/2011

Mais de duas mil pessoas estiveram presentes na Concha Acústica para prestigiar o encerramento do concurso estudantil





O Governo do Estado, através do Ministério Público Estadual - coordenadoria de Sena Madureira - reuniu cerca de duas mil pessoas na Concha Acústica  daquele município, na ultima sexta-feira, 18,  para a festa de encerramento e premiação do 1º Concurso Estudantil “Combate as Drogas – Ações Pela Vida”, voltado para alunos do ensino médio e fundamental da rede estadual de ensino público e entidades de interesse social. 
O concurso foi aberto oficialmente  dia  18 de março deste ano no auditório da Escola Estadual de Ensino Médio Julio. O objetivo era envolver jovens adolescentes da rede de ensino, em ações integradas de combate as drogas e ao crime organizado. 
Foram 12 escolas inscritas com 44 trabalhos devidos em 20 musicas, 14 histórias em quadrinho, peças teatrais e um vídeo, conforme especificações  do regulamento do concurso. 
O governado Tião Viana foi representado pelo secretário de segurança Pública Ildor Reni Graebner. O procurador Chefe do Ministério Público Samy Barbosa, o diretor de operações da SESP delegado Aberto da Paixão, o delegado de Polícia Civil Antônio  Aucestes  Callil, o prefeito Nilson Areal e as Promotoras de Justiça de  Sena Madureira,  Vanessa Muniz de Macedo e Patrícia Paula dos Santos; Patrícia Amorim Rego e o professor Mário Elder (Conselho Estadual de Entorpecentes - CONEN), comporam a mesa de autoridades e também atuaram como julgadores dos trabalhos  classificados. 
A premiação da torcida mais organizada e “vibrante” deu um tom especial ao evento, pela alegria e descontração dos torcedores. Um bonita festa democrática sem registro de nenhum incidente.

Purus e o Plano de Metas

Segurança Pública vai ao Purus fazer ajustes para atingir Plano de Metas


Escrito por Nonato de Souza
ASCOM/SESP
Em 18/07/2011
Autoridades fazem balanço sobre o Plano de Metas no primeiro semestre e 2011 
Questões pontuais contribuíram para que a Regional do Purus, formada pelos municípios de Manoel Urbano, Sena Madureira e Santa Rosa, não obtivesse o mesmo desempenho das demais regionais no Cumprimento do Plano de Metas de Segurança Pública, projetado para o primeiro semestre de 2011.
Por serem regiões isoladas e com pouca densidade populacional, a ocorrência de apenas um crime de homicídio a mais, representa um indicador negativo de 30%.
Em 2010 foram realizados na região 10 crimes de homicídios. A meta para 2011 era 12 e foram registrados 13 crimes.   A Regional do Purus, portanto, fechou o semestre no “vermelho” devido à realização de um crime a mais.
Esse crime serviu para ascender o sinal de alerta. No final de semana, o secretário de Segurança Pública Reni Graebner esteve em Sena Madureira. 
Na sexta-feira pela manhã, esteve reunido no Fórum do município com o Juiz de Direito Ednaldo Muniz dos Santos, a Promotora de Justiça, Vanessa Muniz de Macedo, o Delegado Geral de Sena Madureira, Antônio Alcestes Callil de Castro e comandantes do Batalhão da Policia Militar Ten-Pm Assis Martins dos Santos e Ten. PM Marilena Costa Chaves.  
Durante toda manhã foram reavaliadas as ação de cada instituição dentro do Plano de Metas e chegou se a conclusão que a sede do município sofreu um crescimento populacional significativo dos últimos anos. Os investimentos não conseguiram alcançar todas as demandas.
A construção de um Centro de Ressocialização de Menores, não foi concluída dentro do prazo previsto. O local para onde os menores infratores estão sendo encaminhados não atende as condições mínimas. É insalubre e os coloca em risco. 
A Polícia Militar se restringe de um contingente compatível com suas necessidades e a Polícia Civil se queixa de condições mais favoráveis em termos de equipamentos, para garantir mais agilidade nas investigações.  
O secretário Reni Graebner  (estava acompanhado do seu diretor operacional Alberto da Paixão, do secretário adjunto Ermício Sena e do coordenador Conselho Estadual Anti Drogas Professor Mário Elder - Conen) fez anotações. Ouviu muito e fez algumas ponderações. O que poderia resolver o fez de imediato e as demandas mais complexas serão discutidas nesta terça-feira com a participação da sociedade local, durante a implantação do Fórum Comunitário  de Segurança Pública.
 À tarde, o secretário fez uma visita individualmente a todos os gestores de Segurança Pública. Foi levar os agradecimentos do Governo do Estado pelo esforço de cada organização para cumprir as metas projetadas.

Objetivos alcançados

Segurança Pública supera projeção de metas
 e reduz criminalidade em 31,6 por cento


Escrito por Nonato de Souza
Ascom/Sesp
Em 18/07/2011
Governador Tião Viana validou o Planop de Metas da SESP e está satisfeito com os resultados parciais
Os investimentos do Governo do Estado na área de Segurança Pública, conseguiram reduzir em 31,6 por cento, os crimes contra a vida em todo Estado. Os números foram atualizado esta semana.
Entre janeiro a julho deste ano foram consumados 171 crimes de homicídios contra 250 no mesmo período do ano passado. “Na prática foram poupadas 22 vidas”, afirma o secretário de Segurança Pública, Ildor Reni Graebner.
Este é o resultado de um Plano de Metas denominado de “Pacto Pela Paz”, concebido com ampla participação popular e gestores dos órgãos de Segurança Pública.
Basicamente, o Plano de Metas visa reduzir  a violência e a criminalidade, aumentando a  sensação de segurança da população. O plano é um “Elo” comum que interliga todos os órgãos de segurança que integram o Sistema Integrado de Segurança Pública (SISP), por meio de suas estratégias de coerências, consistência, foco de benefícios de alto valor social para a população. 
A construção do Plano de Metas ocorreu em ocasiões distintas. No primeiro momento fez-se uma leitura do “Programa de Governo” para os próximos quatro anos, considerando-se as realizações de governos anteriores. Mais de 60 oficinas promovidas nos 22 municípios.
No segundo momento, ocorreu um estudo da situação da criminalidade nos últimos dez anos e definiu se – com todos os gestores do Sistema de Integrado de Segurança Pública (SISP) – os objetivos e metas a serem atingidas em 2011.
 Nesta fase, o Plano de Metas está sendo executado sobre os indicadores. O SISP opera com foco na redução dos crimes contra o patrimônio e dos crimes contra a vida, tendo como metas operacionais, a “Prevenção da Criminalidade” e a “Repressão Qualificada”.
Ações propostas e realizadas 
A implantação dos Conselhos Municipais de Entorpecentes, a criação de Fóruns Comunitários de Segurança Pública - um canal de diálogo permanente entre o Governo e a Sociedade -, pelo qual cada membro da comunidade pudesse opinar, sugerir ou mesmo exigir uma política de segurança pública, adequada a realidade de sua comunidade.
A criação das regionais de segurança pública. O fortalecimento de ações de combate as drogas e ao crime organizado, através de um eficiente serviço desenvolvido pela Diretoria Executiva de Inteligência e ações integradas das policias, Militar Civil e Funrepol, por todo Estado tem demonstrado até aqui, o acerto do Governo do Estado quando exigiu dos gestores de segurança pública, uma resposta imediata para a criminalidade que criava  apreensão entre a população.
A redução de 31,6 para os crimes contra a vida nos primeiros seis meses do ano é motivos de comemoração para todos que integram o sistema SISP.
Para o Governo do Estado, pelo acerto na tomada de decisões e para a população que vai reconstruindo a confiança nas instituições pública e particularmente na Segurança Pública do Estado.

terça-feira, 12 de julho de 2011

Visita ilustre

Chefe da Policia Boliviana visita o Acre e
 seu Sistema  Integrado de Segurança Pública
ESCRITO POR NONATO DE SOUZA
ASCOM/SESP
EM 12/07/2011

O Chefe da Polícia Boliviana - coronel Mário Luiz Chacon Calderon, acompanhado do Ajudante de Ordens Ten. Saúl Jonas Inclán Hichar e do sargento Martin Manari Huasco, foi recebido esta semana em visita oficial na capital do Estado, pelo Secretário de Segurança Pública do Acre, Ildor Reni Graebner e pela Diretora Executiva de Inteligência da Sesp,  Alieth Maria Gabriel Gadelha.
O oficial boliviano, baseado em Cobija/Departamento do Pando, veio retribuir a visita das autoridades brasileiras em Cobija no início de junho passado, onde se fazia presente o governador Tião Viana.
Em Rio Branco, recebeu das mãos do secretário de segurança Reni Graebner, relação elaborada pelo Centro Integrado de Operações em Segurança Pública (CIOSP), com número de placas de 665 veículos com registros de roubos e furtos, a partir de 2009. “É possível que alguns desses veículos tenham sido levados para a Bolívia”, afirmou o secretário.
Chacon Calderon afirmou que a determinação do governo boliviano é não nacionalizar qualquer veículo circulando em solo boliviano que tenham sido produto de roubos e furtos e garantiu:
“Comprovado que o veiculo é procedência de furtos e seja recuperado pela Polícia Boliviana, será devolvido ao proprietário sem nenhuma burocracia”.
O secretário de segurança disse que tal disposição tranqüilizava as autoridades brasileiras. Orientou as vítimas de furtos de veículos a dirigirem se ao consulado da Bolívia em Brasiléia, portanto documentos que identifique o veiculo e naturalmente, o registro do Boletim de Ocorrência (BO).
Além do assunto relacionado ao furto de veículos, o coronel Chacon Calderon falou dos pontos de vulnerabilidade (fronteiras secas) entre os dois países, onde os traficantes podem usar como rota de contrabando ou tráfico de drogas: Capixaba (Vila Evo Morales) Plácido de Castro (Vila Montevidéu) Xapuri, Acrelândia, Epitaciolândia e Brasiléia.
Disse da disposição da Bolívia em implantar postos de fiscalização ao longo da fronteira para coibir o tráfico de drogas, roubos de veículos e tráfico de pessoas e ouviu das autoridades acreanas que o Governo Federal está implantando o Policiamento de Fronteira - Profon, com a participação de policias  federais, militares e  da Força de Segurança Nacional.

Agenda diversificada e boas impressões

VISITAS - Ainda no prédio da Secretaria de Segurança Pública a comitiva boliviana assistiu uma apresentação  do Programa SIGO – poderosa ferramenta da Sistema Integrado de Segurança Pública do Acre (SISP) que identifica os suspeitos através de um banco de dados integrado a todo sistema de segurança do Acre e do Pais.
NA POLÍCIA MILITAR - Conheceu pormenores da Corporação Polícia Militar e suas atribuições. Número da tropa, de armas e viaturas. Visitou o Comando Geral do Corpo de Bombeiros e demonstrou interesse em promover intercâmbio de conhecimento e especialização através de cursos bilaterais.
OCA - Conheceu o Centro de Atendimento ao Cidadão (OCA) e se impressionou com a organização, funcionalidade e o número de cinco mil  pessoas atendidas diariamente.
 GOVERNADOR - Por fim, fechou à agenda de visitas, em uma rápida audiência com o Governador Tião Viana de quem ouviu votos de cooperações e a disposição do Governo Acreano em colaborar no que possível “para o bem estar  dos acreanos e dos bolivianos” a quem sempre os trata como irmãos.