sexta-feira, 28 de setembro de 2012

Angelim entrega centro especializado de assistência social

Escrito por: Assessoria PMRB
28-Set-2012

Cerimônia foi realizada em uma tenda instalada na Travessa Ponta Porã, no bairro Capoeira

O prefeito Raimundo Angelim inaugurou nesta quinta-feira, 27, o segundo Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) e o Centro de Referência Especializado para População em Situação de Rua (Centro Pop). A cerimônia foi realizada em uma tenda instalada na Travessa Ponta Porã, no bairro Capoeira.  Participaram  da solenidade a secretária municipal de Assistência Social, Estefânia Pontes; o Coordenador Criminal do MP/AC, procurador de Justiça Oswaldo D’Albuquerque; a diretora do Departamento de Proteção Social Especial do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Telma Maranho Gomes; o secretário Estadual de Segurança Pública, Reni Graebner; o secretário Estadual de Ação Social e Cidadania, Antônio Torres; além de trabalhadores do Sistema Municipal de Assistência Social.


Centro tem o objetivo de promover inclusão social

O Creas é uma unidade estatal de proteção social especial do Sistema Único de Assistência Social (SUAS) responsável pela oferta de serviços especializados de caráter continuado para famílias e indivíduos em situação de risco pessoal e social e violação dos direitos. Serão atendidas no Creas crianças e adolescentes vítimas de violência sexual, trabalho infantil, maus tratos, negligência, bem como idosos, mulheres e pessoas com deficiência que tiverem seus direitos violados.
O Centro de Referência Especializado para População em Situação de Rua (Centro Pop) constitui-se em uma unidade de referência da proteção social especial de média complexidade, de caráter público estatal, com papel importante no alcance dos objetivos da Política Nacional para a População em Situação de Rua. As ações desenvolvidas pelo Centro Pop integram-se as demais políticas como saúde, educação, previdência social, economia solidária, moradia, acolhimento institucional, segurança pública e representa um esforço a fim de conduzir a impactos mais efetivos no fortalecimento da autonomia e potencialidades da população em situação de rua, visando a construção de novas trajetórias de vida.
Angelim lembrou luta do ex-presidente Lula e da presidente Dilma
O prefeito Raimundo Angelim ressaltou que inaugurações como essa representam a manifestação do compromisso do ex-presidente Lula com a erradicação da pobreza e a inclusão social. Em seu governo e agora com a presidente Dilma, lembrou Angelim, foram incluídas mais de 35 milhões de pessoas no processo produtivo brasileiro. “Foi a pessoa que deu oportunidade para o Brasil tirar milhares de pessoas da pobreza”, disse o prefeito, destacando “Que esta é a década da inclusão social. Hoje, graças a Deus, nos sentimos mais envaidecidos e somos referência no mundo, na área de assistência social”, frisou. 
Rede de proteção social do município atende mais de 100 mil pessoas
De acordo com Estefânia Pontes, a rede municipal de assistência social em Rio Branco é composta por sete Centros de Referência em Assistência Social (CRAS), 1 Centro de Referência Especializada em Assistência Social (CREAS), dois abrigos para adolescentes em cumprimento de medidas socioeducativas,  um centro de atendimento dos programas sociais (em que se incluem o Bolsa Família e o Programa de Erradicação do Trabalho Infantil),  Pro-jovem Adolescente e Clube do Talento, que já atenderam, juntos, mais de oito mil crianças e adolescentes), além dos serviços de abordagem em vias públicas (para enfrentamento a questões como a exploração sexual de menores e o trabalho infantil) e beneficiários eventuais. Mais de 100 mil pessoas são beneficiadas diretamente com essas ações e programas.
“Não há política pública sem amor e determinação”
Telma Maranho Gomes, que representa o Ministério de Desenvolvimento Social e Combate à Fome, se declarou comovida com o “envolvimento” do Estado e da prefeitura de Rio Branco na consolidação das políticas públicas na Capital. “Sinto clima favorável de participação coletiva. Aqui notamos que o trabalho social cria vínculos, por meio de um conjunto de ações que visa reestruturar a vida das pessoas. Rio Branco está de parabéns.”
“Isso é o que tem de mais importante na nossa cidade: o controle social”
Rio Branco apresenta diversos instrumentos de planejamento que elevaram os investimentos das políticas de assistência social hoje em vigor no município, como por exemplo o plano de governo, o plano plurianual, a lei orgânica e em muitos outros dispositivos. Pesa, nesse sentido também, a criação dos conselhos municipais, que na gestão Angelim já somam mais de 20 na Capital. “Isso é o que tem de mais importante na nossa cidade: o controle social”, disse a secretária de Assistência Social, Estefânia Pontes.  Os atendimentos nos Centros de Referência de Assistência Social saltaram de 19.000, em 2005, para mais de 83 mil em 2011.
Creas é uma unidade estatal de
proteção social especial do SUAS

Estefânia citou os grupos de convivência  de idosos, crianças e adolescentes, Clube do Talento, entrega de títulos definitivos de propriedade, Centro de Atendimento dos Programas Sociais,  Centros de Referência Especializados em Assistência Social, abrigos de socioeducação,  pré-conferências, agricultura familiar,  mecanização agrícola, economia solidária,  mulher e juventude, educação e saúde. Tudo para mostrar a solidez e eficácia do planejamento com investimento na área social e segurança alimentar. “Agora estamos entregando o Creas e Centro Pop para garantir que nenhum cidadão tenha seus direitos violados”, finalizou.

Secretaria de Segurança Pública realiza entrega de GPS
Taiane Lima (Ascom. SESP)
Em 27/09/2012

A Secretaria de Segurança Pública entregou na manhã desta quarta-feira 20 GPS (Sistema de Posicionamento Global) a analistas criminais, sendo 10 para capital e 10 ao interior. Os aparelhos foram adquiridos através de recursos do Furepol (Fundo de Reaparelhamento Policial).
Os equipamentos serão usados por analistas criminais para realizarem o mapeamento de ocorrências criminais, qualificar informação e com isso subsidiar algumas ações e decisões voltadas para prevenção e redução de delitos.
O secretário Reni presente a solenidade disse que o Governo do estado tem se empenhado em reduzir os índices de criminalidade e disponibilizado ferramentas aos gestores de segurança pública para que facilitar o trabalho e garantir o sucesso no desempenho de suas funções. “Os equipamentos irão mapear os locais onde ocorrem as incidências de crimes e irá possibilitar que a polícia haja de forma preventiva” finalizou ele.
Emylson Farias disse que o equipamento GPS é apenas mais uma ferramenta de auxilio para identificar as manchas criminais e afirmou que uma portaria a ser assinada agora em outubro irá garantir a exclusividade do trabalho dos analistas criminais.

Angelim inaugura Unidade de Acolhimento Paolo Pera

Prefeito Raimundo Angelim em pronunciamento . (Foto Ascom. SESP)
O prefeito Raimundo Angelim inaugurou hoje pela manhã, 27, a Unidade de Acolhimento Paolo Pera. Sediado na Rodovia AC-40, Km 01, o espaço destina-se a atender pessoas com necessidades decorrentes do uso de crack, álcool e outras drogas. 
Secretário de Segurança Pública destacou a importância da Centro de Acolhimento no Programa Nacional "Crack é Possível Vencer". (Foto Ascom. SESP)
A solenidade contou com a presença do deputado estadual, Jamyl Asfury; do Coordenador Criminal do MP/AC, procurador de Justiça Oswaldo D’Albuquerque; da diretora do Departamento de Proteção Social Especial do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Telma Maranho Gomes; do secretário Estadual de Segurança Pública, Reni Graebner; do secretário Estadual de Ação Social e Cidadania, Antônio Torres; além de trabalhadores do Sistema Municipal de Assistência Social, ativistas, gestores, lideranças políticas e comunitárias, e beneficiários das políticas sociais dos governos federal, estadual e municipal.

O secretário Municipal de Saúde, Osvaldo Leal, destacou que Rio Branco agora é a primeira capital brasileira a ter uma rede de atenção psicossocial consolidada. “Estamos iniciando aqui um novo começo, onde vidas serão mudadas”, disse com a voz embargada “Com esse espaço vamos poder responder a altura das pessoas que precisam de nossa ajuda e do apoio do poder público”, frisou.

A Unidade de Acolhimento é formada por uma equipe multiprofissional formada por assistentes sociais, psicólogos, técnicos em enfermagem, enfermeiros e educadores terapêuticos, prestando assistência integral aos pacientes. O espaço funciona como um componente de atenção residencial de caráter transitório da Rede de Atenção Psicossocial para adultos acima de 18 anos, de ambos os sexos, disponibilizando 20 vagas e funcionando 24 horas, com permanência de um a seis meses, em conformidade com a Portaria/GM Nº121 de 25 de janeiro de 2012.

“As sementes que foram plantadas de forma coletiva em 2005, estamos colhendo os frutos agora”, disse o prefeito Raimundo Angelim. Continuou com a voz comovida “Gostaria de deixar a prefeitura com o sentimento de que foi garantido o acesso à cidadania a todos as pessoas de nossa cidade. Porque prefeito é um síndico e com a parceria de todos conseguimos fazer um trabalho bem feito. A Unidade de Acolhimento Paolo Pera é a prova de que estamos no caminho certo”, destacou Angelim.

Dessa forma, a Unidade tem como objetivo oferecer abrigo voluntário e cuidados contínuos para pessoas em situação de vulnerabilidade social e familiar e que demandem acompanhamento terapêutico e protetivo. A Rede de Atenção Psicossocial perpassa as instituições governamentais, tendo como parceiros instituições não-governamentais, como a Associação de Parentes e Amigos dos Dependentes Químicos (APADEQ), Associação Arco-Íris, Caminho de Luz, Desafio Jovem Peniel, Jocum, IRV, Alcoólicos Anônimos (AA), Narcóticos Anônimos (NA), Conselho Estadual de Entorpecentes (CONEN), Conselho Municipal de Atenção as Drogas (COMAD) e outras que atuam no tratamento da dependência química.

Com a Unidade de Acolhimento Paolo Pera, Rio Branco consolida a construção de uma sistema comunitária de cuidados para a consolidação efetiva da Rede de Atenção Psicossocial. A articulação em Rede dos variados serviços se constituirá em um conjunto vivo e concreto de referências capazes de acolher as pessoas com sofrimentos em decorrência do uso de crack, álcool e outras drogas, sobretudo, considerando a necessidade de ampliar e melhorar a qualidade da atenção, a diversificação nos métodos e técnicas terapêuticas e a integralidade da atenção.

A secretaria Municipal de Saúde de Rio Branco (Semsa) conveniou com a Central de Articulação das Entidades de Saúde (CADES) para gerenciar a Unidade de Acolhimento Paolo Pera. Ficará sob a responsabilidade da Semsa avaliar, monitorar e assessorar as atividades desenvolvidas pelos profissionais da Unidade, que receberá pacientes encaminhados pelo Hospital de Urgência e Emergência (HUERB) e pelo Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas (CAPS AD), localizado no conjunto Manoel Julião.

Consultório na rua
Integra o conjunto de ações para o enfrentamento às drogas, a criação de um serviço chamado ‘Consultório de Rua’. Médicos, psicólogos e enfermeiros farão busca ativa de dependentes químicos e vão avaliar se a internação pode ser voluntária (com o consentimento do usuário) ou involuntária (contra a vontade do paciente). Além disso, as parcerias com entidades privadas voltadas à recuperação de dependentes químicos serão ampliadas. Hoje, quatro instituições são beneficiadas com financiamento público. (Ascom PMRB)

quinta-feira, 27 de setembro de 2012

DEVER DE CASA

SENASP elogia ações do Estado no
enfrentamento do Crack e outras drogas

Nonato de Souza
Ascom/SESP
26/09/2012
 

A Secretária Nacional de Segurança Pública, Regina Mink, desembarcou às 10: hs da manhã desta quinta-feira em Rio Branco, liderando uma comitiva de 26 pessoas representantes de instituições federais voltadas para políticas contra as drogas.
Em Rio Branco a comissão ministerial se reuniu com o Secretário de Segurança Pública e gestor executivo do programa “Crack é Possível Vencer” Reni Graebner, a chefe do Gabinete Civil, Márcia Regina (representando o governador Tião Viana) comandante militar e delegado de Polícia Civil, juízes, promotores, representantes de órgãos públicos municipais e estadual, gestores de comunidades terapêuticas e outros segmentos sociais para fazer um realinhamento das políticas projetada por ocasião da assinatura do termo de adesão doa Estado.

Esta é a agenda da comitiva ministerial no acre:

Data: 26 e 27 de setembro

Horário: 1º dia (26/09): 10h às 18h

18h às 20h - Reunião de Monitoramento

 2º dia (27/09): 8h30 às 17h

Local:
Auditório da Secretaria de Estado da Fazenda. End: Rua Benjamim Constant nº 946 – Centro  Centro Integrado de Ensino e Pesquisa em Segurança Pública – CIEPS. End: Via Verde, BR 364, Km 2 - Bairro Jardim Europa
Objetivo Geral:
Facilitar a integração entre as ações das políticas de Saúde, Assistência Social, Prevenção e Segurança Pública envolvendo os entes federados.
Participantes: 120 profissionais
Saúde: 30 pessoas
    Gerentes de serviços (ou coordenadores) de saúde mental e atenção básica;
  • Coordenadores estaduais e municipais de saúde mental, atenção básica e redes de urgência e emergência;
  • Trabalhadores em geral, incluindo as redes de saúde mental, urgência e emergência, e atenção básica.
Assistência Social: 30 pessoas

  • Coordenadores estaduais e municipais de proteção básica, especial e de média e alta complexidade;
  • Coordenadores de serviços (CRAS, CREAS, Centro Pop, Serviços de acolhimento);
  • Equipes de serviço de abordagem social;
  • Técnicos da área prioritária (CRAS, CREAS, Centro POP - um de cada serviço).
  • Segurança Pública: 30 pessoas
  • Profissionais que atuarão nas cenas de uso, preferencialmente aqueles selecionados para os cursos de capacitação (GM, PM, PC, Bombeiro, etc.);
  • Gestores em nível tático e operacional (comandantes regionais de planejamento), ex: comandantes de área (batalhão, delegacia, etc).
Educação: 04 pessoas (Estado e Município)

  • Gestores do programa de saúde na escola
  • Prevenção/ políticas sobre drogas: 06 pessoas
  • Gestores;
  • Centro Regionais de Referência.
  • Direitos Humanos: 20 pessoas
  • Conselheiros tutelares;
  • Gestores e profissionais do Sinase;
  • Gestores e profissionais do PPCAM.
A comitiva ministerial é composta por 26 pessoas das seguintes instituições:
Janira Trípodi Borja CASA CIVIL / SAM, Núbia Rocha Vieira MDS, Paulo Sérgio de Aquino MDS, Carla Cristina Ulhoa Lucena MDS / SNAS, Izildinha Nunes MDS / SNAS, Telma Maranho Gomes MDS / SNAS. Godiva Vasconcelos Pinto MEC, Aldo da Costa Azevedo MJ / SENAD, Cintia Tangari Wazir MJ / SENASP, Hermes Siqueira de Jesus MJ / SENAD, Cristina Gross Villanova MJ / SENASP, Fernanda de Matos Souza MJ / SENASP, Márcio Julio da Silva Mattos MJ / SENASP, Regina De Luca Mink MJ / SENASP, Hélcio Rizzi MJ / SENASP, Leon Garcia MS / SAS, Dário Frederico Pasche  MS/SAS, Alex Reinecke de AlvergaSDH / SNPDDH, Deise Benedito SDH / SNPDDH, Marcelo Nascimento SDH / SNPDDH, Karla Michelly de Castro Barroso Lima SENAD e Maria de Fátima Pereira MDS. Mariangela Soares Nogueira MS, Helena Paula Guerra dos Santos MS, Jaqueline Tavares de Assis MS e Solange Pinto Xavier- SDH.
O Secretário Reni Graebner disse que neste alinhamento se destaca a importância que o Governo e Prefeito têm dado ao enfrentamento ao Crack e Outras drogas, mobilizando suas equipes para integrar uma comissão que se reúnem ordinariamente a cada semana para alinhar as ações dos estados dentro do que está preconizado no acordo de adesão com o Ministério da Justiça.
“É um esforço integrado que precisa ser destacado pela união, estado e município é o desprendimento de todos em prol de uma causa comum. Esta semana já estaremos inaugurando a Unidade de Acolhimento Paolo Tera, que acontecerá no dia 27 de setembro (Quinta Feira) às 09hs na Rodovia AC-40 km nove Nº 5.816 (Após o Centro de Zoonoses) e um Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS-POP) na Travessa Ponta Porãn no 55, no bairro Capoeira”.
O secretário explica que: “É a segunda obra deste tipo construída pela prefeitura. O estado já disponibilizou de um pavilhão de Atendimento e Acolhimento às vítimas de drogas, no interior do Pronto Socorro do Hospital de Urgências e Emergência de Rio Branco”.
Secretaria elogiou postura do Acre.
A secretaria Regina Mink elogiou as ações do acre e disse: O Acre é o estado que menos nos preocupa. Aqui as pessoas trabalham, e produzem. É onde os projetos são concluídos em sua plenitude e não há devolução de recursos por projetos não executados. Isso nos deixa extremamente confiante que o Estado através do Esforço de todos será vitorioso no enfrentamento as drogas.
Na opinião de Mink, o acre tem um grande diferencial em relação aos demais estados. Nós conseguimos trazer para reuniões representantes dos três poderes e isso não é pouca coisa.
Mencionou a presença do Juiz Elson Sabo. Disse que ele não era coadjuvante no processo “porque se faz necessário o entendimento que não podemos continuar lotando nossos presídios com usuários de drogas. Este usuário é um ser humano que necessita de tratamento”, disse.

terça-feira, 25 de setembro de 2012

Proerd para os pais é lançado em escola pública do bairro Preventório
Taiane Lima (Ascom. SESP)
Em 25/09/2012
Secretário de Segurança Pública Reni Graebner em participação da abertura do curso Proerd para os pais, na Escola Irmã Maria Gabriela.

O Secretário de Segurança Pública Reni Graebner, esteve na noite desta segunda-feira (24) na Escola Irmã Maria Gabriela, no bairro Preventório para o lançamento do curso Proerd (Programa Educacional de Resistência às Drogas).
O programa está sendo administrado pela PM AC através do Sargento Leandro e do Sargento Cristiano. Também esteve presente a representante da Secretaria de Educação Conceição Mourão.
Nesta capacitação estão inscritos 30 pais e mães de alunos matriculados na escola. O objetivo principal do curso é levar a esses pais esclarecimento sobre o uso das drogas e as várias formas de prevenção.
Com duração de 5 dias o curso é mais uma ação ligada ao programa de enfrentamento ao Crack e outras drogas que o Governo do Estado assinou com o Ministério da Justiça através da SENASP (Secretaria Nacional de Segurança Pública) , Ministério da Saúde e Gabinete Civil da Presidência da República.

Buscando espaço

Entidades terapêuticas de atenção às drogas buscam
espaços  no programa “Crack é Possível Vencer

Nonato de Souza
Ascom/Sesp
Em 25/09/2012

 Coordenadores de entidades terapêuticas reunidos com o secretário  Ildor Reni Graebner

Coordenadores das comunidades terapêuticas estranhando o fato de ainda não terem sido chamados a participar das discussões sobre o programa “Crack é Possível Vencer”, estiveram na sede da Secretaria de Segurança Pública, em busca de informações.

Foram convidados a tomarem conhecimento do trabalho feito até agora, pelo comitê de enfrentamento ao Crack.

Recebidos pelo secretário Ildor Reni Graebner, a diretora de Planejamento Rose Fonseca a coordenadora do Programa de Enfrentamento as Drogas no Estado, Suzi Lamas. Assistiram a apresentação do fluxograma que envolve todas as políticas de enfrentamento as drogas e o acolhimento das vitimas, construído até o momento, de acordo com a realidade e as competências existentes das instituições do Estado e do Município de Rio Branco.
Foi esclarecido, que elas serão convidadas a participar da construção de toda política de enfrentamento as drogas, logo após esta nova rodada de reuniões com a equipe técnica dos ministérios de Brasília.

Durante a reunião eles tiveram conhecimento das ações que o Estado está implantando com apoio do Governo Federal, como as políticas de Abordagem, Assistência social, encaminhamento aos CREAs, aos Centros de Atendimento, e Unidade de Acolhimento, Caps-AD e internações.  

Reni disse que o Estado e o Município querem a parceria das entidades terapêuticas mas, que ainda se faz necessário o estudo com os técnicos sobre o assunto: “da possibilidade e do potencial da participação da cada uma delas”.  Para o secretário, o  Estado  não tem economizado esforços em desenvolver políticas de prevenção as drogas,  pois se sabe ser este o melhor caminho de combatê-la e evitá-las. 

Nesta quarta-feira dia 26 chega a Rio Branco uma comitiva composta por cerca de 26 técnicos representando diversas instituições públicas do Governo federal, entre elas a Secretaria Nacional de Segurança Pública, Regina Mink.


sexta-feira, 21 de setembro de 2012

Fala secretário



Segurança Pública estará na pauta do
programa “Fala Secretário”, da TV Aldeia

Nonato de Souza
Ascom/SESP
Em 21/09/2012


O Secretário de Segurança Pública Reni Graebner será o entrevistado do Programa  “Fala Secretário” produzido  e apresentado pela central de jornalismo da TV Aldeia na próxima terça feira, dia 25. O programa é apresentado ao vivo às 7:30hs da manhã e com a participação  direta dos telespectadores. Reni está preparado  para falar das ações de sua pasta  e irá se reportar sobre os seguintes assuntos:
PROJETO ENAFRON

O Acre é um dos onze Estados da Federação a ser beneficiado com o Programa do Governo Federal,  Estratégia de Segurança Pública na Fronteira (Enafron). No acordo de adesão, o Estado entra com contra partida de construir estruturas físicas e treinamento de policais para a missão de patrulhamento das fronteiras, como forma de coibir o tráfico de drogas, de cargas, evasão fiscal e prostituição infantil além de impedir (no nossa caso) o roubo de nossos recursos naturais como a extração ilegal de madeira, por exemplo.
Haverá um considerável aporte de recurso do Governo Federal em  investimentos no setor de inteligência, treinamento de  policiais, e implantação de satélites para garantir acesso de internet, telefone e outros.
 

PLANO DE METAS DO PRIMEIRO SEMESTRE 2012

No inicio deste mês de setembro concluímos os números dos primeiros seis meses do Plano de Metas da Segurança Pública, para 2012. Estamos conseguindo com o esforço de tosos os setores da segurança pública, Polícia Civil, Militar, DETRAN e Corpo de Bombeiros manterem uma média não inferiores ao ano de 2011, mas estão abaixo do que foi produzido em 2012. Isso para o sistema integrado de Segurança Pública do Acre motivos de orgulho porque estamos mantendo números abaixo da média nacional quando se trata de crimes de homicídio.
 

ENFRENTAMENTO AO CRACK E OUTRAS DROGAS  

O Estado do Acre é um dos  estados a aderir ao Programa Crack, è Possível Vencer.  Embora esse tipo de droga  não registro expressivo no nosso Etado, o Governador Tião Viana tem tido preocupação com esse assunto dado nossa condição geográfica e termos nossas fronteiras, países produtores de cocaína, de onde sai o subproduto para fabricação do Crack.

Estado, município e diversas outras instituições como as secretaria de educação, segurança assistência social e saúde, teem participado de diversas reuniões, para montagem da estrutura que o Estado irá receber, logo que todo o sistema de enfrentamento esteja montado.

Nos dias 24 e 25 deste, autoridades da Secretaria Nacional de Segurança Pública (SENASP)  e outras instituições envolvidas no combate e enfrentamento as drogas chegam ao Acre para conferir se estamos cumprindo nossa parte,  pactuado por ocasião da assinatura do acordo de adesão.  

CIEPS - PREPARAÇÃO COM EXCELÊNCIA DOS NOSSO POLICIAIS 

No nosso Centro Integrado de Estudos e Pesquisas em Segurança Pública (CIEPS) já promovemos vários cursos de formação e aperfeiçoamento.  Promovemos cursos reunindo, por exemplo, coordenadores dos sistemas de inteligência em Segurança Pública de todo Pais. Cursos de poluição sonora, transmissão de sinais, preservação de locais de crimes além da capacitação dos nossos policiais civis e militares, para enfrentamento de crimes com curso de defesa pessoal, abordagem de veículo e muitos outros. O CIEPS tem dado uma contribuição indispensável na profissionalização e formação  dos nossos agentes.

REALINHAMENTO

Lideranças comunitárias discutem
Segurança Pública para suas regionais
Nonato de Souza
Assom/Sesp
Em 2109/2012
Lideranças comunitárias representando comunidades das regionais III, IV e V estiveram reunidas com delegados, comandantes militares das regionais e o Secretário de Segurança Pública Reni Graebner, falando da segurança em suas respectivas áreas.
O encontro aconteceu no final da tarde de 5ª feira, no auditório da Secretaria de Segurança Pública SESP.  Da quarta regional foram  registradas preocupações das lideranças comunitárias e especialmente dos coordenadores  e dos  vices,   dos fóruns comunitários de segurança pública pelos rodízios constantes em torno de mudança de comando na 4ª Regional. 
Na visão do presidente da União Municipal das Associações de Moradores de Rio Branco (UMARMB)  Gilson Albuquerque, “as mudanças constantes de comandantes trouxeram alguns prejuízos para o desenvolvimento de ações que vinham, sendo executadas mas nesta reunião, delegados e comandantes da PM explanaram todas suas ações para garantir a segurança da comunidade.Albuquerque afirmou que estas reuniões de comandante militares e delegados de polícia com a comunidade não podem parar, pois entende que a comunidade está preparada para buscar  a cada dia  uma maior  parceria com os órgão de segurança pública.
                                                                                                         
O secretário de Segurança Reni Graebner, disse que a reunião serviu para realinhar os projetos dos Fóruns Comunitários que estavam em andamento, mas que sofreram descontinuidade devido a outros programas como o ENAFRON (Estratégia Nacional de Segurança na Fronteira) e o Enfrentamento ao Crack e Outras drogas.
Ficou pactuado nesta reunia, que uma agenda de reuniões será reformuladas  para que as lideranças possam compartilhar das ações da segurança pública em sua comunidades. O comandante militar da 4ª Regional Major PM Messias deve ser o primeiro a ser visitado pelas lideranças comunitárias.

quinta-feira, 20 de setembro de 2012

planejamento e organização

Comissão de transportes expõe toda

 logística ao T.R.E para o dia da eleição

Nonato de Souza
Ascom/Sesp
Em 20/12/2012                     

 
 Juízes e gestores da segurança pública se inteiram da logística a de transporte  de eleitores  da zona rural no dia das eleição 2012
A Comissão de Transportes e Alimentação TCA, órgão auxiliar do Tribunal Regional Eleitoral e responsável pela logística do transporte de eleitores da zona rural para a capital no dia da eleição esteve reunida no final da tarde de quarta-feira 19, expondo todo planejamento aos Juízes Eleitorais e todos os gestores em Segurança Pública.
Assuntos como ponto de desembarque de passageiros, quantidade de passageiros em relação ao meio de transportes, itinerário, credenciamento do condutor e identificação do veículo anotado em crachá, postura cívica diante dos eleitores transportados. As implicações legais que podem ser aplicadas para o caso de campanha em favor de algum candidato, “boca de urna”, excesso de velocidade, vale refeição e um workshop para que todas as dúvidas sejam esclarecidas, foram discutidos na reunião.
São 560 veículos cadastrados de diferentes marcas e modelos.   Os Pontos de controle desses veículos são 15.  Nos ramais que tem veículos são 110 e veículos em ramais são 320.    Um assunto aparentemente simples acirra debates, amplia discussões e motiva muitos questionamentos.  Entre os quais o fato de a maioria dos veículos, a disposição do serviço publico, serem de empresas terceirizadas e, portanto, não ter garantias de controle sobre a conduta dos motoristas por não serem servidores.
A legislação proíbe os transportes de passageiros em veículos de cargas. A excepcionalidade para casos específicos, como o transporte de passageiros em ramais onde não há transportes coletivos e a exigência para que, mesmo que de forma precária, esses veículos devem oferecer segurança mínima aos passageiros transportados, como por exemplo, a fixação de toldos e assentos nas laterais.
São muitos os assuntos que estão sendo exaustivamente debatidos mas  até o dia 5 de outubro estarão solucionados  para garantir  as eleições do dia 7.  
Como parte do 5S , hoje é o dia do descarte.
Descartar tudo aquilo que não é usado mais e que pode ser reutilizado em outro setor ou até mesmo reciclado faz parte do projeto implementado na Secretaria de Segurança Pública.



quarta-feira, 19 de setembro de 2012

Curso de Multiplicador de prevenção ao uso de entorpecentes é ministrado no 7º BEC
Taiane Lima Ascom. Sesp
Em 19/09/2012
Secretário Reni Graebner fazendoa  apresentação na aula inaugural do curso de multiplicador de prevenção ao uso de entorpecentes e outras drogas.
Mais uma ação na área de prevenção ao uso de entorpecentes foi iniciada hoje. O curso de multiplicadores será aplicado pelo presidente do Conselho Estadual de Entorpecentes Mario Elder e direcionado aos cabos e oficiais do 7º BEC (Batalhão de engenharia de Combate), 4º BIS (Batalhão de Infantaria de Selva) e outros convidados da comunidade.
Esta capacitação é uma ação que está em sintonia com o programa “Crack: é possível vencer”, programa nacional de combate ao crack e outras drogas. Com iniciativa do próprio Batalhão de Engenharia para levar mais conhecimentos aos militares, o curso terá duração de três dias, sendo encerrado no dia 21 (sexta-feira) com a participação de um perito da Polícia Federal. 
Presidente do Conselho Estadual de Entorpecentes, Mario Elder atua há 28 anos na área de dependência química.
Além de atuarem como multiplicadores perante a comunidade eles também poderão atuar como multiplicadores dentro dos batalhões já que eles estão em contato direto com a tropa.
Participaram da aula inaugural: o Secretário de Segurança Pública do Estado Reni Graebner, o Tenente Cel. Santos Comandante do 7º BEC, o Presidente do Conselho Estadual de Entorpecentes Mario Elder, cabos e oficiais do 7º BEC e do 4º BIS e convidados.

Em apresentação o Tenente Cel. Santos lembrou Acre é um estado de fronteira o que aumenta o número de casos de tráfico de entorpecente. “A idéia do curso é capacitar e torná-los multiplicadores dos conhecimentos aqui adquiridos” finalizou o Comandante.

Nos próximos dias 26 e 27 o Estado do acre estará recebendo novamente a comissão técnica composta por: integrantes do Ministério da Justiça, Ministério da Saúde, Assistência Social, Secretaria de Direitos Humanos Presidência da República e do Gabinete Civil da Presidência da República.

Sob o comando da Secretária de Segurança Nacional Regina Miki a visita tem como objetivo especifico monitorar o desenvolvimento do programa de enfrentamento ao crack e outras drogas, assim como aperfeiçoar toda a estratégia no estado.

terça-feira, 18 de setembro de 2012

Realinhando Procedimento


S.I.G.O reúne para realinhar
procedimentos da capital com o nterior

Nonato de Souza
Ascom/Sesp
Em 18/09/2012
Reni e gestões operacionais do SIGO, buscam realinhar procedimentos da capital com interior

Representante dos Gestores Estaduais do Sistema Integrado de Gestões Operacionais (S.I.G. O)  estiveram reunidos no gabinete do Secretário de Segurança Reni Graebner para  busca de excelência dos critérios de procedimentos da ferramenta e realinhar os padrões de informações da capital com  o interior.
 
A meta é melhorar o resultado do trabalho dos analistas criminais,  e dos servidores responsáveis em alimentar o sistema com informações  que chegam direto das delegacias através de Boletins de Ocorrências.
 
Gestores do sistema reclamam de dificuldades para padronizar os procedimentos, pois como se trabalha com  pessoas para a alimentar o sistema cada um tem estilo e redação própria e isso traz prejuízos ao trabalho dos analistas criminais  na confecção das planilhas  do plano de metas da Segurança Pública e dos pedido da Senasp.
 
Em síntese, nessas reuniões os representantes dos gestores levam as demandas para o Secretário de Segurança e este divide tarefas e responsabilidades para cada setor.
 
Semanalmente ocorrem essas reuniões de análise criticas onde são avaliados  os resultados das ações das reuniões anteriores, e assim sucessivamente com intuito   de resolver todas os problemas que se apresentam e implementar melhorias contínuas.
 

Para melhor esclarecimento, o SIGO é um conjunto sistêmico que permite unificar, organizar, planejar, incrementar ações e procedimento, proporcionando a identificação   instantânea de áreas, setores, bairros, datas e horários  críticos com significativa redução de tempo de ação e dos custos em toda estrutura. É uma solução  completa e com eficiência já comprovada em Ações de Segurança Pública. Várias outras instituições já firmaram convênio com a SESP e se utilizam desta ferramenta.

segunda-feira, 17 de setembro de 2012

Secretário de Segurança Pública apresentando o Manual de Implantação dos 5S.
Secretário de Segurança Pública Reni Graebner realizou na última sexta-feira a assinatura do Manual de Implantação dos “5S” na Secretaria de Estado de Segurança Pública do Acre.
 O 5S é o bom-senso que pode ser ensinado, aperfeiçoado, praticado para o crescimento humano e profissional. Convém se tornar hábito, costume, cultura.
O 5S surgiu no Japão no início dos anos 1950. Na indústria, seus principais papéis são: liberar áreas, evitar desperdícios, melhorar relacionamentos, facilitar as atividades e localização de recursos disponíveis. Trata de uma sigla formada pelas iniciais de cinco palavras japonesas. No Brasil, alguns “S”  foram traduzidos usando palavras variadas. Com isso, o 5S gerou resultados diferentes de um para outro local. A tradução que adotamos é uma das mais praticadas, graças ao trabalho feito pela Fundação Christiano Ottoni (FCO), em empresas e escolas, a partir da década de 90. É tradução adequada a qualquer lugar onde se vive, por não usar expressões exclusivas do meio empresarial.
Os objetivos da implantação desta ferramenta em nossa secretaria são:
·      Promover a participação em todos os níveis da SESP e a interação e colaboração entre eles;
·      Desenvolver equipes e lideranças;
·      Promover a melhoria contínua dos processos;
·      Incentivar a criatividade e a motivação pessoal;
·      Melhorar o ambiente de trabalho;
·      Aprender a lidar com as mudanças e promover a      mudança de hábitos;
·      Aprimorar a segurança;
·      Estimular a conservação de energia e outros recursos;
·      Reduzir custos - combate efetivo aos desperdícios;
·      Reduzir acidentes e problemas de saúde;
·      Melhorar a qualidade de vida pessoal e profissional;
·      Preparar o ambiente para a qualidade total.

domingo, 16 de setembro de 2012

Fim da segunda etapa da operação fronteira


Segurança Pública encerra primeira fase da
fiscalização do Enafron nas fronteiras do Acre

Nonato Souza
Ascom/SESP
Em 16/09/2012
CERCA DE r$ 50 MIL ESTAVAM ILEGALTEMENTE EM PODER DE COMERCIANTES BOLIVIANOS


Dois pássaros  da espécie Curió estavam sendo tranportados ilegalmente na BR 317










Mais uma etapa do planejamento de fiscalização integrada do Enafron nas fronteiras do Acre, foi encerrada nos dias 13 e 14 do corrente entre os municípios de Xapuri e Brasiléia.

Na avaliação do interlocutor do Enafron no Acre, delegado Alberto Nascimento da Paixão, o saldo da operação correspondeu às expectativas.  Foram apreendidos três bolivianos e um taxista brasileiro por transporte ilegal de dinheiro.
Uma pessoa foi detida por crime contra a fauna. Transportava dois pássaros em gaiolas sem os documentos legais e uma espingarda de caça apreendida por que o portador não tinha licença para transportar arma.
O delegado ressaltou que a chuva inesperada prejudicou um pouco o planejamento traçado para o dia 13. “As barreiras seriam montadas na Estrada de Fontinele no Ramal Prata. No ultimo instante foram  mudadas para o lado  brasileiro das duas pontes de acesso ao município boliviano de Cobija, únicos locais com abrigo contra chuva. Apesar de nada anormal ter sido detectado, certa de 35 veículos foram vistoriados e procedido revista pessoal em seus ocupantes.
 No dia 14, sexta feira as equipes, da PM e Exército se deslocaram para o entroncamento de Xapuri.  A fiscalização às 10hs.
O Secretário de Segurança Pública Reni Graebner esteve no “front” acompanhando o encerramento da operação. Agradeceu o empenho de todos e comandou uma reunião de avaliação no  quartel do Batalhão do Exército em Epitaciolândia, distante cerca de 80 km.
Durante a reunião foram mostradas fotos e vídeos aos comandantes. Foi aberta uma discussão crítica sobre alguns comportamentos de abordagem nas operações, com objetivo  de  estabelecer procedimento com maior segurança e eficiência para as próximas ações.
Reni agradeceu a participação de todos e destacou a  importância das ações ofensivas no combate a criminalidade. Comprometeu-se inserir outros órgãos, como Ibama, Secretaria da Fazenda e Imac, para fortalecer o conjunto dos integrantes das operações de  fiscalização.